domingo, 28 de setembro de 2008

Escolhas

O mundo é feito de escolhas. A nossa vida toda se baseia em escolhas. Antes mesmos de nascermos já temos de fazer nossa escolha (se meninos ou menina). Das nossas escolhas depende nosso futuro e de muitas outras pessoas. Desde a hora que levantamos até a hora que vamos dormir fazemos escolhas. Escolhemos se aos primeiros raios de sol vamos levantar ou não da cama (invariavelmente optamos por mais 5 minutinhos), depois escolhemos se vamos tomar um bom banho ou ver as primeiras notícias da manhã e torcemos para que nenhum louco tenha feita uma escolha errada e explodido com mais aviões e prédios. Depois escolhemos o que vamos fazer em seguida a tudo isso e assim sucessivamente o nosso dia segue de escolha em escolha até findar o dia, até que enfim deitamos em nossas camas e pedimos a deus que não escolha nos levar naquela noite. No entanto algumas escolhas são tão difícieis de serem feitas que acabamos nos perdendo antes mesmo de acertamos. Muitas vezes nos vemos obrigados a tomar decisões que vão contra nossa vontade e isso deixam-nos completamente fora de direção, pois sabemos que elas vão contra nossos princípios e contra nossa vontade. Escolher, decidir, optar são o mesmo sinônimos para a mesma coisa e até mesmo agora neste momento enquanto escrevo estou a fazer escolhas do que vou por neste texto. Sinceramente não sei qual a melhor escolha a fazer, pois no fundo nunca passou por minha cabeça ter de escolher entre as pessoas que amo uma que fosse mais especial, pois para mim são todas iguais, mas como nem tudo é como desejamos fazer escolhas não me cae bem como sempre há uma terceira opção, escolho por deixar que o tempo se encarregue. A pior escolha te temos que fazer é aquela em que nos colocam uma faca no peito e dizem: "Escolha isso, pois é assim que tem de ser e não porque é o que quer!".
Podiam existir placas que nos orientassem quais as escolhas devíamos fazer nas nossas vidas, talvez errassemos menos, já que as placas acabam por fazer as escolhas por nós, e seguindo esse pensamento, talvez não fizemos tantas escolhas erradas entrando por caminhos que não conhecemos e teríamos uma vida menos conturbada, já que nossas escolhas seriam previamente orientadas por elas as placas, no entanto porém nada disso é possível e ai cabe-nos escolher a escolha certa.

sábado, 13 de setembro de 2008

Silêncio


O teu silêncio congela a alma. Faz sentir que tão suave como é o frescor das manhãs a acariciar a pele da face o silêncio que vem de ti, corta tal qual uma navalha que sangra a alma. Esfacela e destroi. Silêncio, é isso que vem dai onde estais agora. Minutos em vão aqui a espera que digas uma única palavra, dê um simples gesto. Mas nada acontece. Os segundos passam, os minutos passam, as horas passam e ainda o teu silêncio a imperar. Penso em dizer-te algo, dar-lhe um sinal qualquer que aqui estou a sua espera, mas o medo me faz recuar. Teu silêncio me corrói por dentro, dilacera a minha alma, fazendo perder-me em emoções desconexas em busca de palavras para superar o medo de perder-te. Perde-te esse é meu maior medo. Vagar em busca de algo que expresse da maneira mais simples os meus sentimentos por ti, mas teu silêncio me condena a viver nessa tênue linha onde tatear para encontrar palavras certas para dizer-lhe é o meu destino. Em vão espero que olhes para mim com os mesmos olhos que daqui onde estou observo suas ações, imagino suas linhas, sonho com seu ser a elaçar-me em seus braços, mas o silêncio persiste e me recolho na espera que dê um sinal de que me ame, mesmo que esse amor não seja o ideal e o que sinto por ti. Silêncio sempre ele a se interpor, criando um abismo entre o que precisa ser dito e o que se deseja fazer. Apenas o silêncio aqui a me vigiar.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Inspiração


E a noite se aproximava, cada vez mais negra e gélida com os ventos que sopravam do sul e entravam por entre as frestas que a antiga casa de madeira apresentava. Lá estava ela só naquela noite sentada de frente ao seu laptop, buscando inspiração para escrever mais um capítulo de seu livro. No entanto sua mente estava vagando, absorta em seus pensamentos e enquanto isso um sinal piscava na tela intermitantemente a espera de uma toque de teclas para que pudesse se por em marcha. Os minutos passavam e ela ali sentada a espera de algo que não vinha. Por mais que lá fora a vida corresse, em seu intímo ela se sentia só. Os últimos meses não foram de boas recordações e acontecimentos em sua vida a levaram para aquela casa no meio do nada somente com seu laptop e a esperança de poder colocar em ordem a sua mente e principalmente seu coração.
Nem mesmo o compromisso assumido junto aos seus editores de entregar o mais breve possível, mais um dos capítulos de seu livro, era capaz naquele momento de tira-lá de seu estado de torpez em que se encontrava. Sua dor era enorme e tão negra quando a noite que se aproximava e tão gélida quando o vento que entrava. Por mais que se esforçasse para esquecer, as lembranças em seu coração ainda eram bem profundas e as marcas deixadas ainda queimavam como fogo em brasa em um pedaço de carvalho. A separação fora busca demais para ambas e em seu coração algo ainda clamava por mais que pudesse justificar como tudo terminara entre elas. Em seu íntimo se perguntava se teria sido a culpa para que o amor acabasse ou se ambas tinham culpas iguais, mas uma certeza ela tinha, seu coração estava estraçalhado e sua alma despedaçada como nunca jamais estivera em outros momentos. Sozinha naquela noite gélida sua alma agora buscava algo para se fixar e voltar a ser o que antes fora. Em seu laptop ela digitou as primeiras letras: " E a noite se aproximava...".

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Alti - A renascida

Por favor leiam esses textos que citei antes de lerem o meu Adventures e Alti Returns saber como cheguei aqui para responder essas perguntas que estão neste texto aqui Alti Reloaded.

Três e meia da manhã de terça para quarta-feira.

Acordada, pode uma coisa dessas. Minha taxa de anciedade hoje está a nivéis extratoféricos. Mas não pense você que eu to acordada ainda e que não me deitei. Pior que sim. Já me deitei a meia noite. Despedie-me de meus amigos J'Batalha e Mary Anne e fui deitar-me afinal hoje (quarta-feira) meu dia será diríamos cavernoso. Mas deixa eu parar de enrrolar e falar porque estou aqui no meio da madrugada no meu pc escrevendo e não na minha cama dormindo.
Bom existe um bicho mais chato no mundo do que um grilo cantado na sua cabeça aquele maldito cri cri? Não né. Pois então foi esse bichinho de pouco mais de 5 cm que me acordou com seu cri cri maldito. Resultado liguei a tv de meu quarto pra poder achar meus óculos e ver que horas eram e o bicho parou, na tv passava Smallville, mas meus olhos teimavam em se fechar e como não ouvia mais o som do grilo, desliguei a tv e voltei a tentar pegar no sono. Dez minutos mais tarde quem volta a cantarolar leve e fagueiro "O GRILO".
Tá certo que esse bichinho tá presente em minha história favorita "Pinóquio" e que ele representa a consciência do boneco, mas cá entre nós ele cantar a noite inteira no meu ouvido não dá não. Enfim voltando ao grilo, desta vez resolvi me levantar e ir buscar minha lanterna no escuro e armada com meu chinela por em prática a minha missão secreta: DAR CABO DA VIDA DE EL GRILO ou seria a reencarnação de ALTI? Uma poderosa xamã que poderia estar desenvolvendo poderes espirituais e realizando rituais de xamanisticos e ainda se envolvendo com espíritos. Sorrateiramente arrastei-me da minha cama até porta do meu quarto e dali para o quarto ao lado para pegar minha lanterna e com ela em punho por -me a vasculhar onde estaria o grilo que agora estava sob o poder de ALTI e que viera me atormentar a vida e meu sono. Mas antes porém de sair de meu quarto mesmo no escuro pude localiza-lo e sem pensar duas vezes acendi luz e localizei-o junto a parede do meu guarda roupas e instintivamente acerti-o com uma chinelada dando fim a sua vida e mais uma vez a ALTI que por duas vezes anteriores já havia sido morta por duas outras guerreiras xenites Sir Mary Anne que enfrentou a poderosa aranha de jardim e Sir Tai que enfrentou Alti na sua forma de Barata voadora, ambas tendo em suas mãos um potente aliado o Mortein (mata tudo).
Perguntam-se vocês o porque eu estou escrevendo isso? Enfim sem sono, anciosa liguei meu computador na esperança de ainda haver algum maluco na net, pra convers comigo, mas como não tinha ninguém fui fazer outras coisas quando me deparei com o texto de Mary onde ela perguntava: Qual será o próximo inseto?Quem será o próximo guerreiro?
Quem dará cabo a trilogia que marcou o mundo entomológico?
Não sei essa saga contra o reino dos insetos e Alti acaba aqui, já que existem milhares de outras formas de Alti retornar, mas ao menos posso voltar pra minha cama e tentar dormir até as sete da manhã, já que as nove horas tenho um sério compromisso. Mas essa é outra história para outro momento. Então até o próximo post.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Tem dias que não deviamos sair da cama

Tem dias na vida da gente que não deveríamos sair da nossa cama. Ela é tão quentinha, tão só nossa. Se pudessemos faríamos dela nosso reinado e seríamos senhores feudais, mesmo que fossemos reis sem suditos e sem coroa. Mas infelizmente num é assim que funciona. Temos que que sair dela e enfrentar a vida, mesmo que em alguns dias a vida seja mais madrasta que mãe. Ela está ai para ser vivida e aproveitada. Mas deixar parar de enrolar e ir ao finalmentes.
Ontem o dia já num começou legal, acordei assustada e perdida. Corri para lavar a cara e procurar o número do dentista (diabo tenho que fazer uma pequena cirurgia na boca e isso tá me deixando hiper nervosa), bom achei o número do telefone e corri pra ligar, e toca que toca esse telefone e nada de atenderem. Ai que acordei direito. Besta pensei comigo, é nunca que vão atender hoje é domingo cabeção.
O resto do dia transcorreu normal, vendo tv, teclando na net, falando besteira com os amigos e tentando ajudar uma que tava chateada com coisas da vida. Até ai tudo bem, pior foi o que aconteceu depois quando numa reunião de chat que a gente costuma fazer, lasquei a bomba do dia e ferrei com tudo. Resumo: Renidas= Sca, Jacky, Re, Pink, Bell e Eu. Na maior parte do tempo só zuação da gente uma cm a outra, mas sabe umas atitudes da Sca me deixaram desde o dia anterior injuriada e foi ai que soltei a pérola do dia. Sai pagando lição de moral pra ela por causa da falta de respeito com a Jacky. Resultado. Todo mundo se chateou comigo e agora mesmo tendo pedido desculpas num consigo olhar pra frente. A vergonha da Sca me consome a alma. Mas esse nem é o que mais me incomoda por que com Sca e Jacky, me acerto. Elas gostam demais de mim. O problema tem dois nomes: Renata e Pink. Essas duas ai que são o meu tendão de Aquiles. A cerca de pelo menos 5 meses num falava com elas. A nossa amizade esfriou e achei por bem deixar que o tempo se encarregasse de fazer com que a amizade voltasse a esquentar. Sai de cena e da vida delas, mas como digo as coisas sempre melhoram e primeiro voltou a Renata e depois a Pink. Nossa quando Pink voltou perdi completamente o ar, meu coração disparou, eu tremia toda e fiquei alguns minutos sem ação. Foi sem dúvida o melhor presente que podia ganhar no meu aniverário, mas infelizmente ontem perdi tudo isso de uma forma que dificilmente vou recuperar. Acho que vou fechar a conta desse buteco e sumir do mapa ou vou tomar coragem e vergonha na cara e enfrentar mais essa merda que fiz e recuperar essas amizades.

Anjo Barroco

As vezes me dá um click e minha imaginação me proporciona momentos de orgasmo criativos e ai desando a escrever coisas que nem mesmo sei pra que servem e essa é mais uma dessas vezes. Entre uma conversa e outra no MSN, bateu-me a vontade de escrever alguns versos para uma pessoa. Na hora pensei credo que coisa mais besta e sem nexo (convenhamos que tudo faço é sem nexo), mas enfim isso não vem ao caso agora como diria essa pessoa.A princípio eram apenas algumas linhas, mas depois de buscar nos meus arquivos de conversas minha imaginação se pós a fervilhar novamente e então libertei-a e ai está.


"Anjo Barroco, talhado com as mãos de mestres e a sutilidade num momento especial fostes criada para enfeitar o mundo de quem a cercas. Belas és. Tu que foi talhada da mais bela das pedras preciosas alegrai e iluminais os nossos olhos com vossa beleza e simplicidade. Anjo Barroco sublime, belo e armonioso, sois vós a contempletar a nós meros mortais que vós admiramos e perguntamo-nós o que podes estardes a pensar de nós?
Saberia o Anjo Barroco quantas vidas está a alegrar e iluminar? Imóvel de onde se encontra vê dia após dia mutos passar por si a observá-lo atentamente, mas poucos sabem que dentro de si esse Anjo Barroco guarda alguns mistérios que somente um olhar mais atento pode tentar desvendar, mas nem a todos esclarecer. Mas creia esse Anjo embora esteja a mostra ainda não é perfeito e constantemente seus mestres o recolhem para novas melhorias em seus traços, pois sabem que ainda há muito a ser feito. O Anjo Barroco ainda necessita de melhorias em seus traços fisicos e morais para que todos que o observem saibam que foi talhado da melhor pedra e seu caráter fundido do melhor aço. Esse Anjo embora novo, nasce a cada novo dia melhorado, pois cada um de seus artesões trabalham incansavelmente para fazer dele o Anjo Barroco mais belo que nenhum olho humano jamais viu ou verá, pois é uma peça única criada exclusivamente para embelezar as vidas daqueles que a cercam".

domingo, 7 de setembro de 2008

Carta à uma amiga

Opa Maree dá licença de Eu entrar na sua casa?

Hoje eu vi as fotos de seu álbum “Gostava Tanto de Você”, na hora me bateu uma dor no peito, um sentimento de nostalgia, a falta de algo que Eu não sabia bem o que era e me senti um pouco vazia, talvez por que também compartilhe com você essa mesma dor da perda de pessoas que amava e que se foram embora, umas em vida outras porque assim deus o quis.
Depois essa sensação passou e à medida que ia vendo as fotos meu ser foi se enchendo novamente de amor, paz e serenidade, pois vi que em cada uma das fotos que ali estavam postadas você expressava o seu AMOR latente por sua mãe, um amor puro, simples e verdadeiro, que embora tivesse seus altos em baixos, culminava sempre no melhor de todos os gestos que pode existir entre duas pessoas que se amam: O RESPEITO.
Sabe Mary, perder alguém que a gente ame muito (Eu sei que você a amava intensamente a cada dia, hora, minuto e segundo de sua vida), nunca é uma condição fácil de aceitar, por mais que o tempo passe e as feridas cicatrizem a gente sempre espera no café da manhã, no almoço, no jantar e na hora de se deitar que a pessoa que se foi uma hora volte para junto de nós e que tudo não passado de apenas um sonho ruim e que seus braços nos envolvam num abraço terno e protetor como só elas sabem nós dar.
Mas creio Mary que mesmo tendo tido pouco tempo com ela, você tenha conseguido absorver dela tudo de bom que ela foi enquanto esteve ai do seu lado, que cada não que ela lhe tenha dado mesmo que fosse para o seu bem, você tenha compreendido que nada mais era que o gesto de um ser que se sentia responsável pela vida que colocará no mundo e que gostaria de ver crescer imbuída das mais nobres e preciosos bens que se podem ter no mundo que são: HONESTIDADE, CARATER, HONRATEZ, HUMILDADE E AMOR, pois todos em conjunto são as bases para fazerem cidadãos de bem e era isso com certeza que sua mãe falava ao seu pai, quando deitados conversavam sobre o futuro de seus filhos.
Creio ainda Mary que você não a perdeu de forma alguma, pois embora ela tenha ido tão cedo e tão jovem de alguma forma você a carrega consigo em seu coração (lugar que embora seja um órgão humano) guarda todos os mais belos e fortes sentimentos dos seres humanos, talvez seja por isso que soframos tanto, pois o CORAÇÃO suporta todas as nossas dores sejam elas físicas ou sentimentais e as nossas alegrias. Coitado dele tantas e tantas vezes posto a prova que às vezes nos prega peças, mas ele é forte e isso nos fortalece e nos ensina que por piores que sejam as nossas dificuldades sempre iremos superá-las cedo ou tarde.
Perder alguém especial como um amigo, uma irmão, um parente ou um dos pais é sem dúvida umas das experiências mais difíceis pela qual cada ser humano está sujeito a passar, mas quando se tem amigos e alguém que possa nos apoiar por mais duro que seja a gente consegue senão arrancar a dor do peito, ao menos aplacar a vontade de sair pelo mundo gritando que isso foi injusto e incorreto e foi sim, Sempre é, mas infelizmente são coisas que não podemos mudar e só aceitar embora nossa vontade seja dar a eles de volta a vida.
Falo que divido com você essa dor, porque também eu, perdi minhas duas mães: Minha Vó que me criou e minha Mãe a que me deu a vida e meu como sinto falta das duas e dos nossos momentos, sobretudo dos vividos com a Vó e dos seus carinhos, não que eu não sinta a falta da Mãe, mas são sentimentos diferentes para duas pessoas que eu amo, mesmos elas não estando mais aqui, pois me fazem falta. Ó como se fazem.
Enfim Maree, num sei se você vai achar isso aqui tudo que eu escrevi uma grande estupidez, mas nessas poucas linhas estão expressos todos os sentimentos que tenho aqui comigo e que embora sejam muitas vezes sem nexo, fazem de mim o que eu sou.
Perdoe-me por entrar sem que você tenha me permitido, mas eu precisava te dizer tudo isso.

Se cuide e seja feliz, pois era e é isso que sua mãe te deseja.
Bjo no seu coração

Como se muda o mundo?

Por mais que possamos nos sentir sozinhos e tristes no mundo, sobretudo em algumas situações em que a vida nos coloca, quando recebemos um olhar carinhoso, um gesto de afeto qualquer, enxemo-nos de forças para prosseguir em nossa caminhada por mais dura e ardua que ela possa ser naquele instante. Não importa quantas e como as pessoas tenham passado por nós ao longo da nossa vida, desde que entre essas milhares de pessoas que pssaram algums tenham nos deixados algo de bom e levado consigo algo que podemos lhes ensinar e isso basta, pois sabemos que cada uma delas que passou por nós, fez-nos uma pessoa melhor e levou algo bom de nós. Mesmo que não mudemos o mundo, ao menos estaremos mudando o mundinho ao nosso redor e isso nada paga.
Creio que quanto mais envelheçamos, olhamos pra o nosso passamos e vemos que nada sabíamos da vida e do mundo, ai olhamos para o nosso futuro e vemos que dele também pouco sabemos, além daquilo que planejamos e com certeza iremos lutar para que se torne realidade, mas muitas vezes esqueçemos que não estam, os sozinhos nesta caminhada e se olharmos mais atentamente veremos que exitem outros que nos acompanham calados, apenas nos observando, para que naquele momento em que tropeçarmos, possam nos amparar e nos mostrar novamente o caminho. Não importa se são nossos famíliares ou amigos, importa que estão ali ao nosso lado para quando e como precisarmos deles. Aos amigos que me visitam só posso agradecer por cada minuto que me deram das suas vidas. OBRIGADO A TODOS E TODAS. AMO VOCÊS

sábado, 6 de setembro de 2008

Aniversário

Nossa gente to emocionada aqui.Vocês que completam a minha vida e me fazem a cada dia uma pessoa melhor. Valeu mesmo. São 4 meses de muitas alegrias, algumas tristezas e muita muita coisa boa mesmo pra gente se lembrar.Conhecer vocês foi uma das melhores coisas que me aconteceram esse ano. É eu olho pra trás e vejo o quão importante vocês são para a minha vida. Até mesmo os apelidos que me dão, embora eu fique p.. da vida com vocês me faz rir depois. Sei que muitas vezes vocês querem me matar e outras vocês querem me acolher nos braços de vocês e isso me deixa muito feliz mesmo.saibam que nessa vida a gente tem pouca coisa pra oferecer, na maioria do tempo muitas vezes só pensamos em nós mesmos, pensamos no nosso futuro, no nosso trabalho, nos nossos problemas e em um monte de outras coisas, mas a gente se esquece também na maior parte da vezes de olhar ao nosso redor pra ver que nosso mundo num tá centrado apenas no nosso umbigo. Se a gente levantar a cabeça um pouquinho que seja vai ver que existem flores, aves, o sol, a nossa família e o principal vai ver que existem os amigos e mesmos qui sejam amigos que pouco falamos e vemos, sempre eles vão estar ali do nosso lado. seja nas horas boas ou não. Num importa, por que quando se tem amigos carregar o fardo da nossa vida se torna mais fácil e leve. E eu sei q eu tenho amigos aqui que me ajudam a cada dia a carregar o meu e que me fazem uma pessoa muito melhor que eu sou e se eu puder fazer o mesmo serei uma pessoa realizada, mesmo que isso num mude o mundo, mas vai mudar o meu mundinho. Obrigado a vocês meus amigos. AMOS INCONDICIONALMENTE

Tatá



Quando você veio ao mundo, mesmo antes de ser um SER, já trouxe para mim uma coisa boa. Eu sabia que você viria para tornar a minha vida mais feliz, meus dias mais iluminados, meu ser mais humano.
Vi-te pela primeira vez de longe, com medo de me aproximar e você se assustar. Eram tantos olhares, tantas emoções, não quis ser mais uma a te assustar. Aguardei o momento certo de aproximar de ti, olhar cada detalhe de seu ser, olhar seus olhos. Foi amor a primeira vista deste então soube que nossas vidas estariam para sempre entrelaçadas de alguma forma mesmo que as vezes me falta palavras para dizer o quanto eu te amo.
Hoje olho para trás e vejo que você já não é mais a mesma pessoinha pela qual me apaixonei. Não você é muito mais. Você cresceu em todos os sentidos. Sinto orgulho disso e não canso de dizer AMO-TE como nunca amei outro alguém.
Não importa o quão distantes estivermos, pois eu sempre te carregarei comigo para onde quer que eu vá, até mesmo na minha morte estarei com você.
Lembro-me como se fosse hoje de nossos poucos momentos juntas, momento estes sós nossos momentos de brincadeiras, de brigas, de artes, momentos felizes e momentos tristes e como doíam esses momentos.
Não sei se te devo desculpas pelas minhas ausências, mas entenda-me nem sempre pude estar ao seu lado fisicamente, mas a sua lembrança nunca me abandonou. Meu amor e dedicação a você sempre foram integrais por mais que tenha lhe parecido insuficientes eu sempre a amei e por toda a minha vida vou te amar, porque você é parte de mim e eu sou parte de você.
Creio que de alguma forma por menor que seja os nossos poucos momentos juntas eu levei algo de si comigo quando partia e você ficou algo meu para si e isso Tatá, tornou-nos pessoas melhores, sei que pode e é pouco mesmo, mas nosso mundo se constrói assim e isso me basta, porquê eu te amo desde que você veio para nós e para mim.
AMO-TE não menos do que ontem, não mais do hoje e infinitamente muito mais do que o amanhã.