segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Amizade

Paiaça, lhamo, tronxa, bundinha entre outras palavras eram comuns no vocabulário de Beta quando ela queria dizer que amava seus amigos ou mesmo para nos zuar.

Impossível não abrir um largo sorriso no rosto quando ela do nada soltava uma de suas pérolas ou fazia suas caras e bocas... Só mesmo rindo.

Beta foi e sempre será para seus amigos uma fonte de inspiração e como ela mesmo costumava dizer ela veio ao mundo para nos atazanar as idéias. Bem se há uma atazanação melhor que a existência dela em nossas vidas podemos dizer com toda certeza que era uma boa forma de nos Cutucar, Curtir com a nossa cara e compartilhar a sua alegria pela vida. Tah ela não era o FACEBOOK, mas a gente gostava de CURTIR, COMPARTILHAR e CUTUCAR a BETA. 

Lembro como se fosse hoje a primeira vez que trombei (sem querer arrancar o queixo dela) no ORKUT e cara foi muito engraçado por que só Deus sabe os caminhos que tem para nós. Fez com que tivessemos como elo de ligação um conhecido na época que morava na cidade vizinha de Ipuã (Carlos). Mundo pequeno esse né. Beta perdida lá pras praias de Porto Alegre e Eu perdida no interior de São Paulo. Mundinho pequeno viu.

O tempo passou e cada qual foi para seu lado e hora outra trombavamos no Orkut/Facebook e Mgrounp da Comunidade na qual faziamos parte. Após um breve afastamento nos reencontramos cerca de 2 anos atras e finalmente este ano a conheci pessoalmente em São Paulo e pude comprovar ao vivo, a cores e algumas amassadas e coseguinhas que BETA era sim a pessoa mais fofa do mundo. Foi um dos melhores dias que já tive na vida.
A gente fica pasmo como as coisas acontecem em nossas vidas e como pessoas podem vir e transformar de tal forma o nosso mundo, fazendo ele mais colorido. Beta não trouxe só a alegria dela para o meu mundo trouxe com ela novos amigos (Carlos, Mariana, Fabrício, Cau, Flávia) e tantos outros que nos transformam a cada dia.

Beta tah por ai rindo de nossas paiaçadas, dando Bundinha e reclamando como sempre do cabelo dela que era rebelde. Ah Beta bestinha lhamo tu sua louca.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Oração das Redes Sociais - Quem é que vive sem elas hoje?


Santa Conexão nossa de cada dia, protejei as nossas senhas, guiai as nossas CURTIDAS, abençoai os nossos COMPARTILHAMENTOS, afastai os que nos CUTUCAM, aumentai as nossas pontuações no KLOUT, dai um bom descanso aos nossos perfils no ORKUT.

Santa Conexãonão deixai que a instabilidade da rede derrube os nossos downloads, que nossos chefes não nos vejam acessar sites de TV ONLINE. 


Santa Conexão dei-nos também paciência com os provedores que não cumprem com as promessas de uma internet rápida e por fim Santa Conexão abençoai as nossas contas no Twitter, Facebook, Orkut, Msn, Fousquare, You Tube, Flicker e todas as demais que surgirem. Também peço Santa Conexão que em sendo pego na internet que nossos chefes entendam que só buscamos nos aprimorar e nos promovam no trabalho. Amém :P

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Antes era o Eu, agora somos Nós

Sinto sua presença no ar, como se os anjos soprassem em meus ouvidos que tudo que desejo está vindo em minha direção.
Suave. Simplesmente a vejo, Linda. Como se tudo que estivesse em minha volta se tornasse um imenso manto secreto, onde cada passo seu reluzisse com sua alma. Beijo-a, com todo fervor, pois minha alma não suporta mais a distancia, engulo-a. Sinto o seu corpo colar no meu. Quente. Passo a respirar você, tudo que sinto simplesmente desaparece, passo a te ter. E te quero mais, a cada dia mais. Sinto o seu corpo ferver em minhas mãos, Queimando. Passo a sentir cada vez mais o meu amor por ti Beija-a, minhas mãos deslizam suavemente por cada parte do seu corpo, Secreto, acaricio-a veemente os seus mamilos. Duros. Minhas mãos já fazem parte de você, começo a explora - lá, a cada ponto.
Eu a abraço, levemente, para que minha alma sinta a realidade, de estar ao seu lado, corpos nus sedentos, rolados ao suor. Tesão. O cérebro não já me controla, perco totalmente os sentidos, só a sinto. Cada vez mais. Eu me sinto como estivesse dentro de você, faminta e sedenta de seus carinhos. Somos um só. Uma união perfeita. Suave, Linda, Quente. Beijo-a. Completamente paralisadas em um só movimento, Rápido, Duro, a sacio. E em um ultimo movimento sinto um breve suspiro de cansaço e ao mesmo tempo de disposição para mais amor. Nos tornamos dois novamente, mais um só coração, Sempre. Não quero te perder, e a cada despedida o meu corpo, já sedento, se desmaterializa como se fosse fumaça, evapora e some no pensamento, agora só você me vem na cabeça, só você. e na despedida uma palavra.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Me and You

Porque será que tudo entre nos aconteceu assim, tão de repente.
De um jeito totalmente diferente, você apareceu na minha vida, me fazendo fazer loucuras.
Fez com que eu me apaixonasse por seu jeito, seu sorriso, seu olhar, seu comportamento.
Porque será que tudo isso aconteceu assim...
sem menos esperarmos.
E de repente, já estávamos nos amando, sendo felizes, como se já nos conhecêssemos a anos.
Porque será que tudo aconteceu assim...
Vai ver estava escrito nas estrelas, ou nas entrelinhas do nosso destino.
Vai ver Deus programou para que tudo fosse assim.
Mas porque será que tudo isso não aconteceu antes?
Porque de tudo ter acontecido assim, como aconteceu, não sei explicar...
Só sei que não movo um dedinho, pra deixar isso tudo parar de acontecer.
Apesar de o tempo ser pouco, já sei que amo você.
Já desejo ficar ao seu lado pra sempre.
Se essa e vontade de Deus?
Também não sei meu amor,
São sei que quero você pra mim, enquanto for possível te ter.
E enquanto for da vontade divina, quero te fazer feliz, te amar e ser somente sua.
Que seja eterno enquanto dure...
E que esse eterno, seja eterno mesmo.
Pois Amo Muito Você!


terça-feira, 11 de maio de 2010

Vazio


Outra vez aquela sensação de vazio tem me tomado.

Estou agora aqui sentada sozinha, mas a maior solidão que tenho no momento está dentro de mim.

Meses atrás escrevi sobre se sentir só, mesmo estando em um lugar com mais de 30 mil pessoas e de como aquilo sangrava dentro de mim e hoje, novamente cá estou a falar sobre isso. Pensei que o tempo pudesse minorar esse sentimento, mas vejo que isso não é possivél.

Conheço pessoas maravilhosas, tenho amigos que amo, mas isso não me preenche. Tem dias que funciono no automático, só para dizer que estou viva, mas não estou. Tantas coisas me afligem e me prendem. Queria ser livre. Ter meu espaço, não ter que depender de ninguém.

Talvez se eu me afundasse de vez em minha cama entre meu edredon e meus travesseiros e dormisse um longo sono, quem sabe quando dele despertasse tudo isso tivesse mudado. Quem sabe eu acordasse tendo ao lado aquelas pessoas que gostaria que tivessem comigo.

Um ano se passou e tão pouca coisa mudou e as que mudaram, mudaram para pior. Não sei se é minha culpa, mas fato é que não vejo mais graças em muitas coisas e sinto falta de tantas outras.

Sim é possivél se sentir a pessoa mais só da galaxia mesmo estando rodiada de pessoas e amigos, pois esse vazio que nos toma é muito maior do que a nossas forças para superá-lo.

Preciso de forças só não sei de onde tirá-las.

domingo, 20 de setembro de 2009

Um momento só

Hoje a chuva chegou cedo, bem de manhãzinha, sorrateira e calma como um animal que espreita de sua caça. Ouviam-se pássaros cantando por entre as folhagens das árvores que se alegravam com as gostas de água que a chuva gentilmente as regavam.

E pássaros diversos, multicores voavam sobre a planície a procura de alimento e abrigo. As árvores balançavam feito dançarinas a seguir o ritmo do vento que soprava suavemente suas folhas. Tudo estava belo e sereno naquela manhã de chuva, tudo se encaixava na mais pura e divina sintonia do planeta.

A chuva cai e vai molhando meus sonhos. Chuva severa e fria, dolorida e penetrante.Vai encharcando minha alma pelo caminho, em seu cair, corre de forma perene, incessante. Quieta, ponho-me em abrigo, sem lamentar...Desfruto do calor de um lugar maravilhoso.

O meu coração canta e eu volto a sonhar. Permito-me um sorriso largo e venturoso. E para mim é como se fosse um desafio, em minha mente crio campos verdejantes, o anoitecer de cada estrela brilha ao seu feitio.

Os pirilampos bailam em vôos alucinantes. Porém, este é um mundo que tenho agora...Eu quero habitá-lo, colorindo meu dia a dia. Quero trazê-lo para fazer parte da minha vida. Como a chuva incessante caindo lá fora.

Porém meu mundo embora já tenha alguns matisses, ainda possui alguns pontos escuros e eu preciso ter forças para colori-los. Deixar a luz, faze com que floresçam flores, passáros possam gorgear.

Talvez ainda não seja o momento para isso, mas tenho certeza que a chegada dela ao meu mundo virá me ajudar. Ela é o meu norte e meu porto. Pergunto-me se Eu sou digna de seu carinho e atenção e sinceramente ainda não sei a respostas. Talvez ela a tenha e possa me ajudar a compreender melhor o que SOU.

Ah o nome dela é Almerinda "Mel", 3 letras, duas consoantes, uma vogal e uma doce pessoa que que chegou para iluminar o meu mundo.

domingo, 31 de maio de 2009

Um desabafo



É possível você estar num lugar com mais de 30 mil pessoas e ainda assim se sentir a pessoa mais solitária do mundo? Sim é possível.

Ai essa sensação te toma, você começa a caminhar tentando de afastar da balburdia de pessoas gritando frente ao show de uma banda de meninos, buscando ainda mais o silêncio e recolhendo-se para dentro de si.

De repente você se vê numa escadaria, minutos depois avista o portão, no seu ouvido agora toca uma música de seu mp4, você continua a caminhar mais alguns minutos e alcança os portões, mas a massa de pessoas tentando entrar num espaço onde quase já não cabe mais ninguém é enorme, você luta e avança para fora. Senti um alivio tomar-lhe, mas mesmo assim aquela sensação de solidão ainda te enche e então começa a caminhar pela rua, contra a maré de pessoas e carros que avançam.

Você pensa: “Como podem estar tão alegres e animados quando você está se sentindo a pessoa mais sozinha do mundo?” Ao seu redor as pessoas riem, brincam, se beijão, mas nada disso te conforma e te alegra. A massa de rostos desconhecidos é enorme, e em nenhum deles você encontra um que lhe seja conhecido, onde possa buscar a paz do ancoradouro de uma tarde de mar bravio, abrigar-se sobre sua proteção e ali ficar até que tudo se acalme.

Quando você percebe, já estas algumas quadras, agora não mais tromba e desvia de pessoas e carros, a rua está semi vazia, a lua brilha no alto do céu. Ao observá-la seu pensamento vai longe, em busca da lembrança daqueles pelo qual senti carinho, aumenta o passo, para logo chegar a casa e se refugiar no seu mundinho, pois sabe que nele tudo é perfeito e que seus amigos nunca hão de te faltar, mas ainda assim a sua sensação de estar sozinha ainda persiste. Seu caminhar ainda leva mais alguns milhares de minutos até que enfim avista ao longe o seu habitat e pela primeira vez na noite esboça um sorriso.

Graças você venceu mais um dia de sua misera vida e agora dormirá para no dia seguinte acordar e dar de cara com os seus problemas e a primeira coisa que faz é ligar seu computador e escrever, para amenizar a sua dor e solidão.