terça-feira, 11 de maio de 2010

Vazio


Outra vez aquela sensação de vazio tem me tomado.

Estou agora aqui sentada sozinha, mas a maior solidão que tenho no momento está dentro de mim.

Meses atrás escrevi sobre se sentir só, mesmo estando em um lugar com mais de 30 mil pessoas e de como aquilo sangrava dentro de mim e hoje, novamente cá estou a falar sobre isso. Pensei que o tempo pudesse minorar esse sentimento, mas vejo que isso não é possivél.

Conheço pessoas maravilhosas, tenho amigos que amo, mas isso não me preenche. Tem dias que funciono no automático, só para dizer que estou viva, mas não estou. Tantas coisas me afligem e me prendem. Queria ser livre. Ter meu espaço, não ter que depender de ninguém.

Talvez se eu me afundasse de vez em minha cama entre meu edredon e meus travesseiros e dormisse um longo sono, quem sabe quando dele despertasse tudo isso tivesse mudado. Quem sabe eu acordasse tendo ao lado aquelas pessoas que gostaria que tivessem comigo.

Um ano se passou e tão pouca coisa mudou e as que mudaram, mudaram para pior. Não sei se é minha culpa, mas fato é que não vejo mais graças em muitas coisas e sinto falta de tantas outras.

Sim é possivél se sentir a pessoa mais só da galaxia mesmo estando rodiada de pessoas e amigos, pois esse vazio que nos toma é muito maior do que a nossas forças para superá-lo.

Preciso de forças só não sei de onde tirá-las.

Um comentário:

Rosângela disse...

Você não está sozinha, seus amigos estão com você, mesmo longe, estamos aqui! Você pode dizer que sempre terá alguém lhe desejando felicidade, pois você tem amigos!
E eu sou uma delas!